A BOL usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de cookies. SaberMais/ Fechar
Distrito Sala
Detalhe Evento
Louise en Hiver

Louise en Hiver

Teatro & Arte | Cinema

TAGV

Auditório
Classificação Etária
Maiores de 6 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2017
out
21
a
2017
nov
01
Realizado

Duração

75 minutos

Intervalo

Sem Intervalo.

Promotor

Universidade de Coimbra - Teatro Académico de Gil Vicente

Sinopse

No fim do Verão, uma velhota vê partir o último comboio da estação da estância balnear de Biligen sem ela. A cidade está deserta. O tempo rapidamente se degrada, as grandes marés sobrevivem, condenando agora a electricidade e os meios de comunicação. Frágil e coquete, bem menos munida de armas que Robinson Crusué, Louise não deveria conseguir sobreviver ao Inverno.

Produção

Jean-Pierre Lemouland

Notas Suplementares

Organização Institut Français du Portugal, Embaixada de França, Alliance Française Coimbra
em colaboração com Teatro Académico de Gil Vicente

Realizador

Jean-François Laguionie

Informações Adicionais

Argumento : Jean-François Laguionie
Origem: França, Canadá

Biografia do realizador:
Veterano do cinema de animação francês, Jean-François Laguionie realizou as primeiras curtas-metragens na segunda metade dos anos 60. Em 1978 recebeu a Palma de Ouro para curtas-metragens do Festival de Cannes com La Traversée de Atlantique à la rame. Por essa altura, fundou a produtora La Fabrique e começou a adaptar ao cinema os romances que ele próprio escreveu. As suas longas-metragens, muito espaçadas no tempo, resultam de um trabalho de paciência e dedicação: Gwen, le livre de sable (1985), Le Château des singes (1999) e LIle de Black Mor (2003). Com Le Tableau, de 2011, Laguionie apresenta uma nova aposta: a animação de pinturas a óleo num filme com uma mensagem anti-racista e contra as desigualdades sociais. Louise en Hiver, é o seu último filme, apresentado em Portugal em antestreia mundial.

Festivais : Festival dAnnecy, 2016

Frase : Um regresso majestoso e intimista sobre a solidão e a passagem do tempo. La Croix

Partilhar

Serviços Adicionais