Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
Gimme Danger / de Jim Jarmusch

Gimme Danger / de Jim Jarmusch

Teatro & Arte | Cinema

TAGV

Auditório
Classificação Etária
Maiores de 14 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2016
dez
12
Realizado

Duração

108 minutos

Intervalo

Sem Intervalo.

Promotor

Universidade de Coimbra // Teatro Académico de Gil Vicente

Sinopse

Desde o final dos anos 60, os The Stooges têm marcado o panorama musical mundial com uma mistura de rock, blues, R&B e jazz livre, no qual Iggy Pop começou a sua carreira – lançou as bases do que viria a ser o punk e rock alternativo. “Gimme Danger” narra a saga dos The Stooges e apresenta o contexto no qual surgiu uma das maiores bandas de rock de todos os tempos. Jim Jarmusch conta as aventuras e desventuras, mostrando as inspirações e motivações de seus primeiros desafios, até à chegada ao Rock Hall of Fame

Ficha Artística

Origem EUA, 2016

Informações Adicionais

Cineasta, argumentista, ator e músico nascido em Akron no Ohio, Jim Jarmusch é o representante do “cinema independente americano”. A qualidade única dos seus filmes “advém da alquimia elegante e perfeita entre aquilo que convoca de clássico e de ‘moderno, de um passado e de um presente (do cinema, da literatura, da música e da cultura em geral), da América (para a qual Jarmusch olha com um olhar de estrangeiro, um estrangeiro benigno e fascinado, nas palavras de Tom Waits) e do mundo.”
Do semi-autobiográfico filme de fim-de-curso “Permanent Vacation/Sempre em Férias” (1980) e de uma das mais marcantes e influentes primeiras obras de sempre, “Stranger Than Paradise/Para Além do Paraíso” (1984, vencedora da Caméra d’Or em Cannes), passando por esses inolvidáveis filmes-trip que são “Dead Man/Homem Morto” (1995) e “Only Lovers Left Alive/Só os Amantes Sobrevivem” (2013), até ao par de obras de 2016, “Paterson” e “Gimme Danger” (documentários sobre o rock’n’roll proto-punk de Iggy Pop e dos seus Stooges), o tempo e o ritmo do cinema de Jarmusch são os do blues e do jazz. “Os seus filmes fazem-se de silêncios e pequenos detalhes, de estruturas narrativas esparsas, de ambientes melancólicos e, acima de tudo, de um amor e humor muito ternos por personagens apanhadas em trânsito (físico, emocional ou mental) nas suas vidas

Pontos de Referência

Praça da República

-
Partilhar

Serviços Adicionais