Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
Um Saco e uma Pedra + La Valse

Um Saco e uma Pedra + La Valse

Teatro & Arte | Cinema

TAGV

Auditório
Classificação Etária
Maiores de 12 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2019
abr
01

Sessão

01 abr 2019 18:30
Dias
Hrs
Min
Seg

Duração

85 minutos

Intervalo

Sem Intervalo.

Promotor

Universidade de Coimbra - Teatro Académico de Gil Vicente

Sinopse

Um Saco e uma Pedra Peça de Dança para Ecrã
Vamos imaginar. Há uma peça de dança. Essa peça de dança tornou-se consciente da sua existência. Tornou-se um ser. Um ser independente, capaz de tomar decisões por si mesmo, sobre si mesmo. Decidiu ir ao cinema. Pelo caminho encontrou um saco e uma pedra. Agarrou o saco, agarrou a pedra, e levou-os consigo. Talvez viesse um dia a precisar deles. Fez o seu caminho, chegou ao cinema. Mas tinha por hábito estar do lado do palco, não do espectador. E foi por isso, e por mais nada, que saltou para o ecrã.

La Valse
No início de 1920, depois de meses de total isolamento na casa de campo de um amigo, em Ladras, situada a cerca de 400 km a sudoeste de Paris, Maurice Ravel termina finalmente a orquestração de A Valsa, Poema Coreográfico, encomenda de Sergei Diaghilev para os Ballets Russos. É o regresso do artista à grande composição depois de anos improdutivos causados tanto pelos terríveis anos da Grande Guerra como pela morte da mãe que, segundo ele, era a única razão da sua existência. Muitos anos depois, seria escrito sobre a obra: Mais do que uma homenagem à valsa, é uma ácida reflexão sobre os traumáticos anos do pós-primeira Guerra Mundial na Europa e Ao mesmo tempo, uma metáfora sobre a civilização europeia do pós-guerra e uma narrativa que desenha o nascimento, a decadência e a destruição de um grande género musical: a valsa. E, no entanto, na primavera de 1920, Sergei Diaghilev recusou a obra. Ofendido, Ravel cortou relações com o diretor artístico e empresário russo. Diaghilev chegou a desafiá-lo para um duelo, que amigos de ambos impediram. Nunca mais se falaram, nunca mais se viram.

Ficha Artística

Um Saco e uma Pedra - Peça de Dança para Ecrã
Argumento e realização Tânia Carvalho
Com André Santos, Leonor Hipólito, Ramiro Guerreiro, Petra Van Gompel, Bruno Senune, Luís Guerra, Bruna Carvalho, Jácome Filipe e Cláudio Vieira

La Valse
Realização João Botelho
Com Nuno Vieira D Almeida, Joana Gama, João Ricardo, Maria Tengarrinha, Samuel Bjork Fanhais, Ricardo Lameiras

Informações Adicionais

Sessão de cinema integrada no Festival Abril Dança em Coimbra

Preços

  • Plateia - 5€

Descontos

  • Alliance Française
  • Cartão Fnac
  • Comunidade UC
  • Desempregado
  • Estudante
  • Grupo = ou > 10 pax
  • Maiores de 65 anos
  • Menores de 25 anos
  • Ord. Engenh. Reg. Centro
  • Rede UC

Partilhar